Social icons



Quase todo mundo já viu na rede algum texto ou vídeo falando sobre relacionamentos abusivos. Graças a Oxalá, Deus, Jah, cada vez mais este tema tão importante vem sendo retratado, ao menos, pelas mídias independentes e movimentos sociais. E, exatamente neste momento, está sendo debatido as ações violentas e abusivas de um homem à sua companheira de Reality Show (leiam mais aqui).  Já sabemos que é um assunto delicado, que deve ser abordado com todo cuidado para nunca, eu disse NUNCA, culpabilizarmos as vítimas que são, na sua maioria, mulheres. 

É difícil sair de uma relação abusiva. É difícil, inclusive, acreditarmos e aceitarmos que estamos em uma, quando estamos. No entanto, é um alívio e uma vitória muito grande quando, finalmente, conseguimos (palavra de escoteira). Mas, e depois? Como ter forças para lidar com todas as armadilhas mentais que nos são montadas durante o período de abuso psicológico e/ou físico?




Sem dúvidas, o primeiro e mais importante passo é contar com ajuda, seja profissional seja das pessoas que nos amam verdadeiramente. Buscar grupos, ONGS, terapias, familiares, amigos. Receber amor verdadeiro e fazer atividades que despertem o amor verdadeiro por nós mesmas. Um dos remédios naturais que eu indico é a música.

Siiiiim, além de nos animar na balada ou ser pano de fundo para aquela fossa homérica, a música é uma ótima forma de terapia complementar. Talvez você já saiba disso em alguma outra vivência ou, se perguntar para algum amigo, certamente vai ouvir que a música X fez parte de um momento difícil e ajudou a superá-lo. 

Pensando nisso, fiz uma listinha com 6 músicas para ouvir, absorver e ter como mantra após o término de uma relação abusiva. São todas em português, voltadas às mulheres e expressam força e empoderamento em suas letras. Espero que as ajudem e que, logo logo, esse capítulo seja apenas mais um, superado, no livro da vida. Bora nos amar, mujeres!


↠ Triste, louca ou má, com Francisco El Hombre: 
Apesar de toda masculinidade do nome da banda, a música é interpretada pela maravilhosa Juliana Strassacapa e tem um refrão, ao mesmo tempo, forte e sensível e que vai ficar na sua cabeça, atééé o inconsciente acreditar no que está ouvindo. Além disso, não possuo palavras para descrever a maravilhosidade desse clipe.



↠ Maria de Vila Matilde, com Elza Soares: 
Se eu falo de força feminina, eu falo de Elza Soares, claro. Maria de Vila Matilde se tornou o hino contra a violência doméstica no último ano e incentiva as mulheres a denunciarem os abusos físicos sofridos.



  Maria Maria, com Elis Regina: 
A letra é de Milton Nascimento, mas, ao interpretá-la, Elis Regina personificou todas as Marias do mundo nela mesma. Uma música para nos lembrar de que somos fortes, devemos sonhar e merecemos amar sempre.



↠ Dragão, com Karina Buhr: 
Karina Buhr é uma das grandes porta-vozes da luta pelas mulheres na música atual. Dragão impele a usar a tristeza sofrida para enfrentar os leões da vida. É o tal do receber limões e fazer, deles, caipirinhas.



↠ 1º de Julho, com Cássia Eller: 
Escrita por Renato Russo para a saudosa Cássia Eller (que falta essa mulher nos faz!!!) quando tinha acabado de dar a luz ao seu filho, essa música fala sobre as diversas faces de ser mulher, a maternidade e o poder sobre nós mesmas.



 Feminina, com Joyce: 
Nessa música, a cantora Joyce rechaça com os padrões sociais do que é ser mulher, falando de forma mais singela que somos livres e não devemos agradar ninguém.




---- BÔNUS, porque eu sou dessas ----

↠ Mulher do fim do mundo, com Elza Soares: 
precisa de descrição? 



E se você não sabe se está em uma relação abusiva, deixo aqui alguns links do coração bem didáticos. Caso haja uma identificação, procure ajuda, converse com pessoas em quem confie e comece a caminhada para retomar seu eu:


↠ Relato: Mari Morena - Relacionamento abusivo e violência doméstica



↠ Jout Jout - Não tira o batom vermelho




Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.